MEC quer transformar curso de especialização em educação inclusiva a distância em mestrado

O programa federal TEC NEP, ligado à Secretaria Nacional de Educação Profissional e Tecnológica, que visa a inserção das pessoas com necessidades educacionais específicas nos cursos de formação inicial e continuada, de nível técnico e tecnológico, pretende transformar o curso de especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva, que é ministrado em diversas unidades dos centros federais de educação tecnológica no país (como nos Cefet-PA, Cefet-RN, Cefet-MT, Cefet-MG e Cefet Bento Gonçalves), em mestrado. O objetivo foi divulgado pelo coordenador do programa, Franclin Costa do Nascimento, em entrevista divulgada pela Assessoria de Comunicação do Ministério da Educação.  Segundo Nascimento, o curso formou 111 profissionais entre 2007 e 2009

O programa também criou centros de referência no atendimento a pessoas com deficiência que se espalham pelo país. Segundo levantamento do MEC, já foram incluídos 1,5 mil estudantes com deficiência em cursos profissionalizantes e tecnológicos. Atualmente, o TEC NEP vem promovendo, em várias regiões, encontros de núcleos (Napne) para que sejam relatadas as ações de inclusão desenvolvidas nessas unidades. Já houve encontros na região Sul, Nordeste e Norte. Estão previstos ainda no Centro-Oeste e no Sudeste.

A Educação a Distância vem sendo discutida no Congresso Nacional como política pública para a inclusão de pessoas deficientes. Em audiência em 16 de junho na comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal, o ex-ministro da Educação Carlos Chiarelli afirmou que a evasão escolar entre deficientes chega a cerca de 50%, principalmente por falta de condições de aulas presenciais. Também segundo Chiarelli, que atualmente preside a Associação da Cadeia Produtiva da Educação a Distância (Aced), chega a 28 milhões o número de brasileiros com algum tipo de deficiência.

Leia a reportagem na íntegra acessando: www.acheseucurso.com.br

Additional information